A história do perfume é uma reflexão sobre a humanidade, um meio de troca, uma poção divina, uma mensagem sedutora. Desperta sensações, emoções e lembranças, trazendo uma história longa desde as antigas civilizações. Durante a antiguidade era apresentado como uma oferta aos Deuses do antigo Egito a Grécia. Já na idade média as castas mais ricas usavam o perfume para se proteger de doenças. No Oriente Médio o perfume era usado em orgias, fazendo com que a igreja condenasse durante muito tempo qualquer tipo de Alquimia.

O Renascimento foi um época em que rainhas disputavam as fórmulas e alquimias mais secretas, contribuindo para o surgimento do Perfumista. Nesta época Florença se destaca com uma criação de Catherine de Medicis pela Officina Profumo Santa Maria Novella chamada de Acqua della Regina ou Aguá de Rainha passando a ser comercializada a partir de 1850.

Os excessos do Império terminam e as mulheres perdem o encanto por perfumes fortes carregando apenas lenços perfumados na mão. No final do século XIX aparecem os primeiros ingredientes sintéticos de fragrâncias e o comércio de luxo aquece a perfumaria que é  visualizada como um Arte. Surge aí a  Perfumaria Moderna.

Para se criar uma boa fragrância como qualquer obra de arte o resultado depende da imaginação criativa do seu autor, aliado a seu dom e o poder de combinações. Assim como Chefs de cozinha, Pintores, Músicos o perfumista tem seu próprio estilo, tem talento artístico e técnico.

O Perfumista é a alma, o coração de uma Casa de Fragrância. E o Mago do Reino dos Cheiros.

Falando em Casa de Fragrância temos várias em Grasse. Uma charmosa e pequena cidade situada nos Alpes Marítimos da Côte de A’Zur que se especializou na arte de criar líquidos tão especiais.

Estes líquidos tão especiais e que nos despertam desejo possuem uma estrutura conhecida por notas de saída ou cabeça traduzidos pela emoção, seguida por notas de coração e corpo que mostram a assinatura do produto e enfim as notas de fundo ou base que criam a memória da fragrância.

Lavanda, alfazema, musgo, flores, frutas, sândalo, vanilla, mirra, cedro, incenso, pimentas, patchouli, chocolate, e outros ingredientes e especiarias se delicadamente misturados criam fragrâncias mais que especiais, inesquecível e que não são esquecidas com o passar dos anos.

IMAGEM 2

Em Grasse encontramos mais que ingredientes, aromas, campos de lavanda, e os famosos Museu do Perfume e Provençal do Costume e Bijoux do século 18 e 19. Encontramos também lugares encantadores com uma arquitetura de época e graciosa com seus painéis naturais de flores que colorem e enchem de aroma as casas e terraços.

 

IMAGEM 4

 

Be the first to comment “A história”